Entrevista: Paola Orleans

Compartilhe:

    Que Paola Maria de Bourbon Orleans e Bragança Sapieh tem o sangue real, todo mundo sabe – ou pode supor pelo tamanho do nome! Mas o que a princesa representa no mundo da moda, pouca gente deve ter plena noção.
    paola-ok
    Descendente direta da princesa Isabel de Bragança, a própria Paola define sua profissão como designer, mas é super versátil na carreira. E justamente para falar sobre seus projetos, seus gostos e dar algumas dicas de moda e beleza que conversamos com ela. Confira a entrevista completa!

    1.Como e quando começou seu interesse pela moda?
    Acho que vem desde pequena. Lembro-me de mexer no armário da minha mãe quando era criança – na verdade, continuo pegando as coisas dela até hoje! Sempre tive um interesse de pesquisar mais sobre moda e achar looks diferentes.

    2. Como você definiria seu estilo?
    Seria mais clássico, mas eu gosto de misturar muita coisa. Aposto nas peças mais clássicas que são atemporais. Seguir tendência é muito complicado pra mim, porque as tendências passam rápido e às vezes você perde a oportunidade de usar. Quanto a mistura de estilos, eu gosto de juntar peças maiores com parte de baixo sequinha. Blusa cropped mais larga com uma calça justa. Também gosto da mistura de estampas. Mas para qualquer tipo de mistura, a palavra de ordem é bom senso.

    3. Quais são as cinco peças que não podem faltar no seu guarda-roupas?
    Sapatilha eu uso todos os dias. Calça preta em alfaiataria com cintura alta é uma das minhas peças favoritas. Estou usando muito peças básicas, como camiseta de manga comprida com decote canoa em preto e branco e apostando muito nos acessórios.
    paola-ok-2
    4. Você já viajou bastante, qual é o lugar que mais gostou de ir? 
    Recentemente viajei para Recife, acho lindo! Gosto muito Londres, fui na semana retrasada. Acho que cada lugar tem seu chame. Estou preferindo ir para lugares mais calminhos, num esquema de descanso.

    5. Ainda sobre viagens qual foi a peça, loja ou tendência mais sensacional que você já encontrou?
    Em Londres, eu vi muito aplicações com pedras e bordados com paetês e pedrarias, mas já é Inverno lá. Acho que isso vem com muita força. Eu tenho gostado muito de coisas geométricas. Comprei, na última viagem, um top listrado quase étnico. Tenho gostado dessas referências, principalmente para usar como conjuntinho.

    6. Tem alguma peças daquelas que tem valor sentimental e adora independente da moda?
    Tem umas peças da minha mãe, do começo da minha história da moda. São peças com o tecido melhor que duram a vida inteira. Tenho um vestido todo de renda que era da minha mãe. Nem uso, mas impossível eu passar para frente.

    7. Qual é seu segredo de beleza, que que tem uma empresa disso?
    É muito importante limpar o rosto. Parece meio idiota, mas passar protetor solar, beber água e limpar a pele faz muita diferença. Uma dica para deixar o cabelo com ondas, é deixar ele úmido e prender em coque no alto da cabeça. Quando estou em casa às vezes eu faço dois coques para os cachos ficarem menores. Se seu cabelo não está muito bom, faça um babyliss, porque as ondas disfarçam o cabelo em dias ruins.

    8. Você fundou a Glambox Brasil, fale um pouco mais sobre ela.
    A Glambox é uma experiência de beleza. Você tem a oportunidade de conhecer marcas diferentes e testar o produto. Muitas vezes na minha vida eu já comprei um produto que não funcionou pra mim. Então você conhece e acaba comprando com mais consciência. E receber em casa é divertido, até porque as assinantes não sabem o que vêm na caixinha. Além disso, a gente explica na nossa plataforma como se aplica cada produto.

    Por Nathália Blanco

    ESCOLHAS DA PAOLA

    Deixe aqui seu comentário